4 de ago de 2010

Se atriz pornô chamada de prostituta é indenizada, como ficam as prostitutas?

Aprendemos, que sob a ótica do obscurantismo moderno, baseada na ditadura dos pressupostos politicamente corretos, um juiz pode dar ganho de causa a uma atriz pornô pelo fato dela ter sido denominada de "prostituta" em rede nacional.

O que tem confundido a mente das pessoas é a dificuldade delas estabelecerem diferenças razoáveis entre as atividades de prostituta e atriz pornográfica. Aparentemente, a defesa jurídica do programa CQC se agarrou numa percepção de senso comum na tentativa de neutralizar as acusações de atentado contra a honra da atriz, quando alegou que ambas as classes eram constituídas de profissionais trabalhadoras na indústria do sexo.

Sob o ponto de vista moral.
A argumentação dos advogados do CQC teve inspiração claramente moral quando sustentou que prostitutas e atrizes do sexo explícito se igualam ao cederem o corpo por dinheiro. Assim, ao optarem por este viés, preferiram o estabelecimento de juízo de valor sobre tal atividade, que resulta necessariamente em adultério, fornicação e promiscuidade, resultando assim em degeneração moral da sociedade. Contudo, tal embasamento caiu por terra por estar fora de moda nos dias de hoje, em virtude da supremacia do pensamento politicamente correto em defesa das minorias, mesmo que adúlteras, promíscuas, fornicárias e degeneradoras da sociedade.

Sob o ponto de vista teleológico – reflexão sobre a finalidade.
Ora, sob o ponto de vista teleológico as duas atividades estão em pontos diametralmente opostos no espectro do atendimento aos anseios do segmento adulto. Enquanto as prostitutas satisfazem os desejos sexuais dos seus clientes através do aluguel dos seus corpos para a consumação da excitação, as atrizes pornô perfazem diversas posições sexuais com homens e mulheres com o objetivo de provocar excitações nos espectadores.

Somente analisando a questão sob a ótica das finalidades é que detectamos o antagonismo das situações: enquanto uma profissional trabalha no sentido de amainar as chamas da paixão, a outra se esmera no seu avivamento. As discrepâncias teleológicas talvez tenham fornecido a espinha dorsal de objetividade à decisão judicial, mesmo assim esdrúxula diante da visão popular.

Quando chamada de prostituta indevidamente, atriz é indenizada. Então, em que extrato social ficam as prostitutas?
No momento em que os juízes rechaçaram veementemente as arguições morais da defesa, simultaneamente robusteceram de verdade o viés moral da “vítima”, quando impuseram indenização milionária a título de reparação por danos morais. Assim, por vias transversas, o judiciário admite que prostitutas são desonradas, uma vez que, quando alguém estranho ao círculo prostitucional é chamado de tal, acaba merecendo reparação indenizatória.

Assim, depreende-se do recente caso de julgamento do comportamento dos rapazes do programa CQC, que atrizes pornográficas, por praticarem sexo explícito na frente das câmeras com várias pessoas de sexos diferentes e por vezes até com animais, não podem de acordo com a lei merecer a pecha de “prostitutas”, já que isto implica em danificação da sua moral.

Por outro lado, o que resta às operosas prostitutas que estabelecem mil regras para os seus michês, não aceitando fazer sexo grupal, se recusando a receber mulheres, recusando-se a beijar na boca, rechaçando o sexo anal, atendendo um freguês de cada vez, é entrarem na justiça com pedido de reparação por danos morais contra o judiciário, que as considerou uma classe tão vexatória e execrável, que qualquer outra profissional do segmento adulto, quando chamada de prostituta, passa a gozar do direito a polpudas indenizações.

31 comentários:

  1. Esses juízes estão gagás. Não existe desempenho, papel, arte ao fazer um filme pornô. É abrir as pernas, ficar nas mesmas posições de sempre e mandar ver. São prostitutas.

    ResponderExcluir
  2. Apesar do eterno estigma sobre as actividades lúdicas, nos meios mais evoluídos, uma actriz pornográfica não é exactamente o mesmo que uma stripper, e uma stripper não é exactamente o mesmo do que uma dançarina exótica, embora no final tudo venha a dar exactamente o mesmo: fomentar o desejo sexual.

    A actividade pornográfica é eclética, tanto podem ser candidatas a trabalhadoras de clubes nocturnos como contabilistas, professoras universitárias, advogadas, gestoras e até educadoras de infância.

    O sexo democratizou-se, deixou de ser feudo das classes dominantes.

    A indústria do sexo vulgarizou-se, países como a Holanda, a Alemanha os Estados Unidos entre vários legalizaram-na.
    A pornografia é uma profissão de relevo, tanto mais que o AVN (Adult Vídeos News) actua de uma forma semelhante à Academia de Artes e Ciências Cinematográficas, atribuindo o almejado “ Óscar “, premiando em várias categorias, melhores actores,realizadores etc.,

    Na época em que a Grécia tinha o domínio cultural, as cortesãs que na essência eram o mesmo, tinham poderio económico e, até influenciavam o poder político, porém todas elas eram respeitadas.

    Hoje, na nossa sociedade, o termo “ prostituta “ tem um carácter pejorativo.

    É uma descriminação que tem por base uma argumentação clara de inspiração moral.

    O mais irónico é que muitos dos defensores acérrimos da moral e dos bons costumes são fãs incondicionais destas mulheres.

    ResponderExcluir
  3. Mario,
    veio bem a calhar a sua distinção entre os vários tipos de "trabalhadoras(es) do sexo", atriz, stripper, dançarina, entretener, escort,gogo girls, etc. A lista não acaba e se todas começarem a ganhar processos por difamação pelo fato de serem chamadas de prostitutas, não haverá capital no mundo capital suficiente para cobrir as indenizações.

    ResponderExcluir
  4. é muito estranho essa sentença uma vez que a PAMELA BUTT é uma PROSTITUTA e ATRIZ PORNO.

    Confiram só o link ,( exclua o asterisco)

    http://*www.malicia.com.br/free/acompanhantes/freegirls/show_girl.php?id=5771

    Cabe ai uma apelação clara. Ela nao tem argumento pra refutar uma VERDADE.

    ResponderExcluir
  5. é muito estranho essa sentença uma vez que a PAMELA BUTT é uma PROSTITUTA e ATRIZ PORNO.
    É Só procurar no GOGLE " PAMELA BUTT ACOMPANHANTE"

    Cabe ai uma apelação clara. Ela nao tem argumento pra refutar uma VERDADE.

    ResponderExcluir
  6. Eu estava om uma "gente boa"' a 5 minutos atrás!

    Tiãããããão.... Nhô, nhô...

    ResponderExcluir
  7. vivo.antonio,
    Independentemente da atriz ser ou não prostituta, ou acompanhante, não importa, o mais importante é o mérito da questão, sobre o qual o post se debruçou.
    Por que fere tanto uma profissional do sexo ser chamada de prostituta? Será que esta classe é uma espécie de casta Dalit dos intocáveis na Índia?
    Pelo menos o judiciário entendeu assim. Se essa interpretação preponderar, então nenhuma prostituta poderá ser chamada de prostituta, ou seja, urgentemente se tornará necessário que se crie uma palavra politicamente correta para denominar os neo "Dalits" do nosso sistema social.

    ResponderExcluir
  8. Eu não gostaria de ser chamado de advogado ou político. Precessaria quem me chamasse assim...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ok! Me chamaram de bom político,por fazer politica da boa vizinhança, onde assino para processar também? Li uma nota sobre isto. Uma "atriz" porno resumiu a questão assim: 'Todas nós somos no fim do dia mulheres que ganham dindim vendendo o corpo'. Este juiz está errado!

      Excluir
    2. Ok! Me chamaram de bom político,por fazer politica da boa vizinhança, onde assino para processar também? Li uma nota sobre isto. Uma "atriz" porno resumiu a questão assim: 'Todas nós somos no fim do dia mulheres que ganham dindim vendendo o corpo'. Este juiz está errado!

      Excluir
  9. Boa, vivo.antonio

    É causa ganha!! Semanticamente não há como contestar o fato de que os apresentadores (mesmo que sem querer) afirmaram uma verdade. Como manter a condenação diante de uma afirmação verdadeira?

    ResponderExcluir
  10. Será que os advogados da Band tomam alucinógenos? Porque é muita imbecilidade não ter levado todas as provas materiais comprovadoras da verdade.

    ResponderExcluir
  11. Você tem acesso à esta decisão judicial?

    Assim ficaria mais fácil fazer uma análise sobre a situação. Vendo o vídeo, não é simplesmente pq Marcelo Tas a chamou de "prostituta". Ele, inclusive, corrigiu o termo, pediu desculpas e afirmou que era na verdade uma Atriz Pornô.

    Neste momento é que há o verdadeiro deboche. Rafinha Bastos e Marco Luque falado "ela é uma puta", "abre as pernas", "dá na frente das câmeras". Querendo ou não, é um constrangimento em rede nacional em um programa de alta audiência, em que toda a platéia e grande parte dos telespectadores estavam rindo, independente da profissão, seja prostituta, atriz pornô, stripper, o que seja.

    Fere a honra objetiva da pessoa (a ridicularização perante a sociedade, e não a própria moral.) A honra subjetiva com certeza deve ter acontecido, por fazer a dita atriz pornô se sentir mal com sua pessoa, banalizada e exposta para todo o Brasil.

    Ser uma pessoa que trabalhe com a fomentação do prazer sexual não deve ser motivo para que deboches relacionados à profissão devam existir.

    Claro, isso estou falando sem ver a decisão judicial, que seria até interessante postá-la e aí sim, fazer uma análise verdade e mais profunda do caso.

    Acho difícil uma Indenização deste montante ser baseada exclusivamente por ter chamado a atriz pornô de "prostituta". Caso tenha sido, todas as suas palavras estão corretas!

    No mais, é isso. Seus pensamentos fazem muito sentido, e revelam o temor que nosso judiciário nos proporciona.

    Valeu!

    Abraço

    ResponderExcluir
  12. Chamba,
    por não saber do caso específico é que abordei o assunto em tese. Contudo, que deixa os leigos com o cabelo em pé é o fato da verdade ser castigada: abrir as pernas e dar na frente das câmeras é parte do oficio dos profissionais pornô, ou seja, só com base nas declarações que assistimos no CQC, não sei como o judiciário tem tanto tempo para tratar dessas picuinhas, enquanto o país afunda na guerra civil do tráfico de drogas e da guerrilha urbana.

    ResponderExcluir
  13. pamela butt deve sorte mesmo
    ate pensei que ela fosse perder esta causa!!
    pois ela tem fotos em site de prostitutas

    ResponderExcluir
  14. FAZ SEXO POR DINHEIRO = PROSTITUTA

    ATRIZ PORNOGRAFICA, FAZ SEXO COM OUTROS ATORES E ATRIZES E RECEBE REMUNERAÇÃO = PROSTITUTA

    É bem simples resumir o caso.

    ResponderExcluir
  15. Sem entrar no mérito, acho que esses caras da Band tem é que se ferrar mesmo, são uns bobalhões sem noção e se acham engraçados.

    ResponderExcluir
  16. Charles,
    isto sim, esta nova safra de programas de humor são montados em cima da chacota com as pessoas, como se ofender e defenestrar fosse a única coisa a dar IBOPE. Esta ai o caso do pânico que só faz rebaixar as pessoas ao nível de lixo, para que todos riam da sua própria miséria humana.

    ResponderExcluir
  17. ...não sei como o judiciário tem tanto tempo para tratar dessas picuinhas, enquanto o país afunda na guerra civil do tráfico de drogas e da guerrilha urbana. (2)

    ResponderExcluir
  18. alguem tem o numero dessa ação ou mais dados para vermos a alegação das duas partes na integra, gostaria ver o processo pelo numero.

    ResponderExcluir
  19. Esse caso é um show de machismo. Mulher ser atriz pornô é motivo de deboche. E um homem ser ator pornô? Não é. Humilhar uma mulher baseado no que ela faz ou deixa de fazer sexualmente é baixo, é machista e é idiota. Sem sentido. CQC se faz de "humor inteligente", mas é tão estúpido, burro e sem graça como um Pânico na TV ou um similar qualquer. Se atriz pornô é prostituta, um ator pornô é o quê? Garoto de programa? Atores pornôs também são "adúlteros, promíscuos, fornicários e degeneradores da sociedade"? A sociedade é machista e hipócrita em usar sempre a sexualidade da mulher como forma de agressão. Pro homem, quanto mais melhor, as pessoas pensam. Um homem ser promíscuo para alguns é algo a se enaltecer. Quanta hipocrisia. Uma mulher por ser atriz pornô ou mesmo prostituta não tem o direito de se sentir ofendida e processar um programa de TV? Que tipo de pensamento é esse? O valor de uma mulher quanto ser humano depende de sua atividade sexual?

    ResponderExcluir
  20. Andréia Freire /\

    Ao invés de vc se igualar a elas pq acha machista o fato de que um homem não é debochado ou ironizado quando "pega muitas" ou é o "garanhão", porque você não apenas dissermina o seu ponto de vista para que cresça a igualdade de tratamento nos sexos?

    Em outras palavras, lute para que um homem também seja chamado de 'nojento' por fazer sexo com várias mulheres, e não para que uma mulher deixe de ser chamada de 'nojenta' por transar com vários homens.

    Isso que vc está fazendo provavelmente é usar a sociedade como desculpa para levar adiante uma atitude com pouca ou nenhuma ética social ou trabalhista.

    ResponderExcluir
  21. Cara Andréia
    Com todo o respeito que me merece a sua opinião discordo de si. Passo a explicar a razão.

    Uma mudança só ocorrerá se as mulheres, totalmente conscientes dos seus direitos e responsabilidades, em todos os níveis, expressarem as suas convicções, abandonarem direitos abstractos para substitui-los por capacidades vividas.
    Para que a mudança aconteça, as mulheres têm que se conciencializar e tornar real e efectiva a sua participação, o que dependerá mais do modo como se organizarem colectiva e solidariamente do que de concessão alheia.

    ResponderExcluir
  22. Mas tem que analisar como foi colado o termo prostituta no CQC eles debocharam da menina rindo e e chamando ela de prostituta no sentido perjorativo então acho muito correto o que o juiz fez pq eles depreciaram a menina em rede nacional então pq chamaram ela pra participar do quadro palavras curzadas? Quer dizer eles criticam a moral da menina mas ao mesmo tempo usam da imagem e da beleza dela pra ganhar audiência? Resumindo indiretemante os patricionadores tavam ganhando com imagem da menina mas claro que ela poderia ser vinculada com nenhum produto .

    ResponderExcluir
  23. Mas tem que analisar como foi colado o termo prostituta no CQC eles debocharam da menina rindo e e chamando ela de prostituta no sentido perjorativo então acho muito correto o que o juiz fez pq eles depreciaram a menina em rede nacional então pq chamaram ela pra participar do quadro palavras curzadas? Quer dizer eles criticam a moral da menina mas ao mesmo tempo usam da imagem e da beleza dela pra ganhar audiência? Resumindo indiretemante os patricionadores tavam ganhando com imagem da menina mas claro que ela poderia ser vinculada com nenhum produto .

    ResponderExcluir
  24. Zanac,
    esta profissional do sexo só fez jogar pedras, tanto nas suas futuras oportunidades de exposição na mídia, quanto nas outras.

    ResponderExcluir
  25. É mesma coisa eu dizer assim pra uma pessoa ¨NEGAO me ajuda a levantar esse pacote¨ nesse contexto não é racismo agora eu falar assim ¨TINHA que ser coisa de NEGÃO¨isso é preonceito então o termo prostituta foi colocado de forma pra denigrir imagem como disse então cabe indenização por feriu a moral dela.

    ResponderExcluir
  26. Além da indenização que segundo elas receberam e estão achando pouco, as atrizes ficaram famosas, vai aumentar a demanda de trabalhos para as distintas profissionais.

    ResponderExcluir
  27. A PALAVRA PORNOGRAFIA SAO DUAS PALAVRAS GREGAS, PORNE=PROSTITUTA,GRAFE=REPRESENTAÇAO...MAIS OS PRODUTORES DESTA INDUSTRIA MISERAVEL SAO HABEIS AO DAREM O STATUS DE ATRIZES COMO FORMA DE LEGITIMAR TORNAR ACEITAVEL E ATE FAZER APOLOGIA DA PROSTITUIÇAO...E TAMBEM NAO SE PODE ESQUEÇER QUE EXISTE UMA DIFERENÇA ENTRE O QUE E EROTICO E O QUE PORNOGRAFICO...ENQUANTO O EROTICO ESTA LIGADO AO GLAMOUR E ATE POETICO A PORNOGRAFIA E O OPIO DO POVO E DIRIJIDO PARA AS MASSAS...

    ResponderExcluir
  28. Fazer sexo por dinheiro é prostituição, seja a trepada filmada ou não.Essas "atrizes" não fazem estes filmes de graça, portanto são todas PUTAS. Essa Pamela Butt, Mônica Mattos, Natália Lemos e muitas outras estão na maioria dos "books" de acompanhantes para executivos, oferecidos nos hotéis de luxo, jornais e internet. Chamar essas vagabundas de atrizes é ofender as atrizes de verdade, uma vez que essas piranhas não interpretam nada, porque filme pornô não tem enredo nem história, é fudelança do princípio ao fim. E muitas ganham mais do que muita atriz de verdade. Utilizei uma vez os serviços de uma delas, e ela chegou ao hotel dirigindo uma BMW M3. É mole?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Parabéns , vc foi mais um colaborante para pagar as parcelas da BMW . KKKKK

      Excluir