14 de out de 2009

Mulheres na Máquina do Tempo.

Qual é o método infalível para precisar a década de filmes ou fotos? É só prestar atenção ao looking das mulheres e não haverá erro. Como elas costumam estar na moda, as tendências da época moldam a aparência das mulheres. O mesmo não pode ser dito quanto aos homens, graças à invariabilidade das suas vestimentas sociais, é muito difícil reconhecer um homem como pertencente a década de 20, 30, 40, 50, etc.

Todavia, as mulheres denunciam imediatamente a sua época, portanto, aperte os cintos e prepare-se para uma viagem na Máquina do Tempo.

1ª Década do Século XX – Belle Époque.
Alguns traços do século XIX ainda perduraram durante toda a primeira década do novo século, tais como espartilhos, vestidos volumosos e longos e a obrigatoriedade do chapéu. A Bela Época será para sempre conhecida como a era de ouro da beleza, inovação e paz na Europa e uma confiança inabalável no futuro.

Década de 10 – O fim do espartilho.
Caem os últimos resquícios do extremo formalismo herdado da era vitoriana: o espartilho sai de cena, as saias encurtam e os cabelos ficam mais soltos. As mulheres chegam ao mercado de trabalho.
Maiores informações sobre a Década de 10 [Giorgiana Convidados].

Década de 20 – A era das melindrosas.
Já na década de 20 a silhueta das mulheres começou a ganhar contornos e algumas partes do corpo e costas ficaram à mostra. Sensualidade era sinônimo de poucas curvas, seios e quadris pequenos. Esta década também é conhecida como a das melindrosas, vestidos com franjas e penas na cabeça.

Década 30 – A mulher inventa o lazer.
A década da grande crise inter guerras conheceu uma mulher que descobriu os esportes, a vida ao ar livre e os banhos de sol e isto se refletiu num início de despojamento feminino, com cabelos mais crescidos, vestidos justos e retos e o uso de materiais mais baratos.
Maiores informações sobre a Década de 30 em [Tempos de Crise].

Década 40 – O Cinema dita a moda.
Não obstante a miséria provocada pela 2ª Guerra, o ícone da década de 40 foi a beleza estonteante da atriz Rita Hayworth, protagonista do filme Gilda. A era de ouro do cinema havia começado a ditar a moda.
Maiores informações sobre a Década de 40 em [Moda e Guerra].

Década 50 – A era das Pin-Ups – mulheres voluptuosas e sensuais.
Se por um lado elas eram mulheres sinuosas, provocantes e desejáveis, por outro, tinham um misto de recato e surpresa diante das próprias curvas que teimavam em exorbitar as suas roupas minúsculas. Nesta época reinou absoluta a lendária Marylin Moroe, que soube encarnar o gênero Pin-Up no cinema como nenhuma outra.
Maiores informações sobre a Década de 50 em [A Época da Feminilidade].

Década 60 – Rebeldia e Era Espacial.
A década de 60 foi muito grande para caber em 10 anos! Todas as nossas expectativas de liberdade e anarquia foram inventadas naqueles turbulentos anos. Movimento Hippie, juventude transviada, jeans, rock and roll, mini-saia, psicodelia, naturismo, luta contra o sistema, etc., forjaram uma moda mesclada no caleidoscópio de profundas mudanças sociais e avanços tecnológicos da corrida espacial que se iniciava.
Maiores informações sobre a Década de 60 em [Prenúncio da Liberdade na Moda].

Década 70 - A era psicodélica andrógina.
Contrapondo-se à era das Pin-Ups do anos 50, a onda era equalizar homens e mulheres através do looking andrógino. Nesta febre embarcaram David Bowe, Alice Cooper e o símbolo máximo foi a primeira Top Model do Mundo, a inglesa que ficou mundialmente conhecida pelo apelido de graveto, Twiggy.
Maiores inforamções sobre a Década de 70 em [Moda Almanaque UOL].

Década 80 – A era do exagero.
Talvez as mulheres da década sejam as mais reconhecíveis: cabelos desfiados, adereços de plástico, maquilagem pesada, dezenas de pulseiras... em suma, o ápice do reino brega.
Maiores informações sobre a década de 80 em [O Exagero está no Ar].

Década 90 – A era da implosão estilística.
Ao longo desses anos, a aparência das mulheres foi buscar releituras das décadas anteriores: dos anos sessenta tomou as clores claras e as tiaras e dos anos 70, tamancos e plataformas desproporcionais, tudo mesclado com as tendências vigentes.
Maiores informações sobre a Década de 90 em [Diversidade Estilosa].

Década 2000 – A era da artificialização via silicone e do Body Building.
A primeira década do século XXI que finda, foi caracterizada pela busca frenética da beleza de bisturi. Aliado a isto, o corpo musculoso virou ideal de beleza numa espécie de releitura andrógina da década de 70, só que desta vez através do igualamento entre rinocerontes fêmeas e machos.

O que o futuro nos reserva?
Como o movimento da história se expressa por fluxos e refluxos, ou será a hora de um retorno aos valores naturais, ou a artificialização reinará absoluta. Faça a sua aposta!
Termina aqui a nossa viagem no Tempo.

6 comentários:

  1. Gostei muito do post, até coloquei ele lá no meu blog tá ;)

    ResponderExcluir
  2. A Gente só vai saber a tendência de 2010, quando estivermos vivendo a segunda década de 20, 2020 no caso.

    ResponderExcluir
  3. Ótimo o seu post.

    ResponderExcluir
  4. Gostei muito do post, até coloquei ele lá no meu blog tá ;) 2

    www.tudoemaisummonte.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. muito bom,alias,otimi.

    ResponderExcluir
  6. desculpe digitei errado eu quis dizer otimo.

    ResponderExcluir