29/07/2009

Um pó capaz de fertilizar a amazônia

Diário de Darwin comentado - parte 4
bruma seca em Cabo Verde
Bruma seca em Cabo Verde1


Ainda em Cabo Verde, Darwin se impressiona com a atmosfera fosca, onde pairava um pó fino e impalpável, que chegou a causar certo dano aos instrumentos astronômicos. Quando analisou parte deste pó ao microscópio descobriu que o mesmo era repleto de protozoários de água doce.


Atualmente, sabe-se que esta bruma é carregada por um vento que provém do deserto e tem grande importância ecológica, pois pode chegar até a amazônia, influenciando a produção de plâncton.

conheça mais detalhes conferido o texto completo no Teliga.net

Notas:
1- Fonte da imagem da bruma seca em Cabo Verde. Bommar-casanova


Partes anteriores: *1* *2* *3*

Próxima parte: *5*

Nenhum comentário:

Postar um comentário