4 de mai de 2008

Como reconhecer os sinais da mentira?

Nos acontecimentos cotidianos há a necessidade de conhecer os indícios da mentira, quer seja travestida sob a ritualística corporal, ou aquela disfarçada nas inflexões de voz.

Os sinais que delatam se alguém está mentindo, são permanentemente usados pela polícia e especialistas em segurança. Entre o público “civil”, este conhecimento pode ser útil tanto para gestores de recursos humanos, como para qualquer um que a qualquer momento pode ser envolvido em situações onde o reconhecimento da verdade/mentira pode significar a prevenção ou não de golpes, fraudes e traições passionais.

Aviso: Às vezes a ignorância é uma benção: depois de ter acesso a este conhecimento, você pode se magoar quando descobrir que a mentira pode vir de onde você menos espera; dos seus entes mais queridos.

Os sinais da fraude na linguagem corporal da mentira:
  • Expressão facial limitada e rígida, com pouca amplidão de movimentos de braços e mãos. As mãos, os braços e os movimentos das pernas são em direção ao próprio corpo do mentiroso, o que visto de cima, é como se ele ocupasse menos espaço.
  • O mentiroso evita o estabelecimento de contato de olho a olho.
  • Suas mãos buscam a cara, garganta e boca, tocando ou coçando o nariz ou atrás da orelha. Dificilmente o mentiroso tocará seu peito/área do coração com a mão aberta.
  • Observe o posicionamento do ponto inferior do queixo do suspeito; caso na maior parte do tempo ele esteja inclinado para baixo, provavelmente ele está mentindo.

Gestos emocionais e contradições
  • O ritmo e a duração dos gestos de origem emocional ficam um passo atrás em relação ao comportamento normal. A expressão emocional se atrasa, ao invés de fluir naturalmente, podendo cessar subitamente.
  • Preste atenção no entrecortamento da manifestação emocional. Quando alguém diz falsamente “amei o presente” ao recebê-lo, o sorriso vem depois, enquanto o normal numa situação dessas seria a simultaneidade entre a verbalização e a manifestação emocional.
  • Os gestos e as expressões corporais não acompanham a verbalização, como na clássica declaração de amor: “Eu te amo”.
  • As expressões faciais ficam limitadas aos movimentos de boca quando o mentiroso está expressando emoções falsas, tais como alegria, surpresa, tristeza, espanto, etc., ao invés de se irradiar por todo o rosto. Exemplo: quando alguém sorri naturalmente, toda a sua face se envolve nos movimentos das bochechas, olhos, testa, etc.

Interações e reações:
  • Uma pessoa culpada torna-se defensiva. A pessoa inocente tem a tendência de ostentar comportamento ofensivo.
  • O mentiroso apresenta uma expressão pouco confortável diante do seu questionador/acusador, tendendo a afastar o corpo do interlocutor.
  • O mentiroso procura inconscientemente interpor objetos (livros, xícara, etc.) entre ele e o interlocutor.

Contexto e conteúdo verbal
  • O mentiroso tenderá a usar as próprias palavras contidas na pergunta. Quando perguntado, “você comeu a última bolacha?” A resposta pode ser algo assim: “não, não comi a última bolacha”.
  • Afirmações empregando contrações gramaticais têm maiores probabilidades de ser verdadeiras: “não fiz” ao invés de “não o fiz”.
  • Os mentirosos evitam “mentir” não fazendo afirmações diretas. Suas respostas são contidas, em vez de recorrerem à negação direta.
  • O culpado tende a falar mais do que normalmente, adicionando detalhes desnecessários na tentativa de convencimento, ainda mais porque eles se sentem incomodados com silêncios e pausas na conversação.
  • O mentiroso tende a omitir os pronomes e falar em tom monótono. Quando a afirmação é verdadeira, os pronomes são tão ou mais acentuados, quanto o resto das frases.
  • As palavras podem ser deturpadas se ditas de modo quase inaudível, assim como os elementos sintáticos e gramaticais podem se apresentar prejudicados. Em outras palavras, as orações são tenuamente proferidas, ao invés de enfatizadas.
Outros sinais da mentira:
  • Se você suspeita que alguém esteja mentindo, mude rapidamente o assunto da conversação, um mentiroso segue o tranco de forma espontânea e relaxada. Enquanto o culpado se alivia com a mudança de assunto; o inocente fica confuso pela troca súbita e desejará voltar ao assunto principal em que está sendo imputado.
  • O mentiroso utiliza o humor ou sarcasmo para evitar um assunto.

Notas finais:
Obviamente quando alguém apresenta um ou mais sinais aqui descritos, não necessariamente está mentindo. Os comportamentos listados acima devem ser comparados àqueles exibidos pelas pessoas normais, mais como um parâmetro adicional e nunca como regra infalível, para que as técnicas aqui explanadas não sirvam de base a falsas acusações.

Referência: Blifaloo

Linguagem corporal, gestos, mentira, culpado, inocente, golpe, fraude

14 comentários:

  1. Nunca acreditei em "testes da verdade", a começar pelos polígrafos. Essa história de expressão corporal também é igualmente dúbia, muitos dos aspectos acima mencionados eu muitas vezes associo a várias outras coisas, como timidez, nervosismo ou simples desinteresse(nesse caso, a ironia/humor). Sem contar que mentiroso bom de verdade disfarça isso fácil fácil.

    Agora, o truque mais legal que eu já ouvi falar é a respeito de quando a pesosa "pensa" na resposta antes de falar. Normalmente o indivíduo olha pra cima pra pensar. Daí se ele olha para o lado direito, é verdade, pois ele está acessando o lado racional; se for o contrário, é mentira, pois ele está acessando o lado criativo. É incrível o que as pessoas percebem, não?

    ResponderExcluir
  2. Meu caro Bruno, a sabedoria popular já sabe que dizer a verdade é muito mais fácil do que contar uma mentira. Por que? Porque quem diz a verdade pode ostentar sem medo a "contradição da verdade", enquanto os que mentem não podem cair nunca em contradição. Paradoxal? Sim, o nervosismo de quem fala a verdade é estatísticamente diferente do mal-estar mentiroso. Por outro lado, é importante debater sobre isso ocasionalmente precisamos disso.

    ResponderExcluir
  3. É, você me convenceu. Eu sou péssimo nesse tipo de coisa, acho que tenho vários sintomas de Síndrome de Asperger(praticamente "nerdismo clínico")...

    Mas existem uns fatores externos também. Se todo mundo acha que você está mentindo, não adianta ter "o nervosismo da verdade", as pessoas vão continuar achando que é "o nervosismo da mentira". Mas é válido...

    ResponderExcluir
  4. bem,eu acredito nessa tecnica,alias,comcei a acreditar quando vi o filmelie to me...e essas ideias expostas acima....sao necessariamente.indenticas ao filme..e alias ao comprtamento humano..tudo eh desconhecido..

    ResponderExcluir
  5. realmente
    essa tecnica de identificar mentiras é muito eficaz.
    mas é claro que um simples gesto pode ter varios significados, cabendo ao contexto a verdadeira definiçao.
    um gesto isolado nao diz nada, mas ao cruzar tres gestos podesse ter uma afirmaçao nao-verbal.
    alias, a pessoa mente ao olhar para a direita, lado da razao; e lembre ao olhar para a esquerda,lado das lembranças.
    vlw paz

    ResponderExcluir
  6. fiquei de queixo cído quando li este texto, agora compreendo o que está acontecendo a minha volta......

    ResponderExcluir
  7. Muito bom o texto, quando tiver mais novidades.... por favor deixe-nos a par.
    É sempre bom ler algo do tipo.... sobre tudo para mim, q sou uma mentirosa... rsrsrsrs tchau!

    ResponderExcluir
  8. Minto e não pegam25/06/11 18:07

    Quem acredita está mentindo.

    ResponderExcluir
  9. Bruno, o que você argumentou sobre os lados (direito e esquerdo)do cérebro está errado....Você deve estudar um pouco mais antes de postar algum comentário sem fundamento.

    ResponderExcluir
  10. Meu nome fictício é Riley Thuzad... Em breve meu nome será falado na mídia, por quê?
    Porque estou cansado de um mundo injusto e que apenas vilões existem. Em breve tentarei ser um herói para a humanidade. Entrarei para polícia mas não como um policial de rosto descoberto, mas como um investigador misterioso que planejará limpar a corrupção não só da polícia,mas aos poucos de todo país. Rastrear o ip desta mensagem será inútil, redefini bem meu ip, então provavelmente cairá bem longe de mim.
    Acho interessantíssimo saber quando estão mentindo. Sempre busquei mais e mais por este conhecimento e acredito sim. Tanto acredito quanto ja apliquei com exatidão em todos lugares que fui chamado. O polígrafo é muito falho. Qualquer um pode engana-lo. Como? Minta nas primeiras perguntas e verdade onde não importar,e ai sim mentira no que se deseja esconder. O polígrafo e quem o controla irão surtar... Acreditem ja fiz isso também, por isso o estudo de expressões se torna vital, pois é mais eficiente que o polígrafo. Acreditem funciona e muito. Em breve trarei isto para mídia, isso eu prometo...
    Eu sou Riley Thuzad, em breve o maior lutador contra corrupção e bandidos de meu país e do mundo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Para LOKURA.

      Excluir
    2. tá chapando ein meu amigo!!!!! rssss

      Excluir
  11. Obrigado, esse texto me ajudou muito, sou muito observador nas atitudes das pessoas e expressoes, algumas tecnicas eu ja sabia mas agora eu tive certeza e consegui arrancar a verdade de uma pessoa.

    ResponderExcluir
  12. Isso é besteira! Linguagem corporal é muito falha e não serve de prova pra nada. Se fosse tão simples assim, a mentira simplesmente não existiria.

    ResponderExcluir